Oportunidade de participação para TODOS: Prefeitura disponibiliza vídeos das Audiências da mobilidade

A Administração Municipal recebeu a comunidade nesta quinta-feira (22-06) para ouvir os chapecoenses sobre as próximas ações de mobilidade urbana que irão interferir diretamente na vida da população: o binário e o novo Transporte Coletivo Urbano. As duas Audiências lotaram o Auditório da Prefeitura e foram gravadas na íntegra, em áudio e vídeo. Os arquivos estão disponível a partir desta segunda-feira (26-06) no site oficial do Município www.chapeco.sc.gov.br para consulta.

Confira os vídeos das audiências:

Eixo Binário:

 

Transporte Coletivo:

Será mais uma ferramenta para dar ampla transparência ao processo de implementação das soluções em mobilidade para potencializar a estrutura viária do município. “O Plano de Mobilidade Urbana é Lei e as propostas estão sendo colocadas em prática com ampla divulgação, transparência e participação popular. Por isso chamamos toda a comunidade nesta quinta-feira para ouvir as sugestões, críticas e esclarecer dúvidas”, afirmou o Prefeito.

Pela manhã, o assunto da Audiência Pública foi a proposta do binário, anel em sentido horário que tornará mão única as Avenidas Fernando Machado e Nereu Ramos, interferindo nas ruas Lauro Muller e São Pedro. A agenda da tarde foi pautada pelas discussões sobre o projeto de concessão para operação e manutenção do Sistema de Transporte Coletivo Urbano. O objetivo central é melhorar a qualidade do serviço prestado hoje. Quem não pôde comparecer também vai poder participar. É só baixar as gravações das Audiências e poderá encaminhar sua sugestão, mensagem ou fazer o seu questionamento por meio do endereço de email: sedemob@chapeco.sc.gov.br.

O trabalho foi coordenado pelo Prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, com o apoio do Procurador Geral do Município, Ricardo Cavalli, da Secretária de Defesa do Cidadão e Mobilidade, Luciane Stobe e dos Engenheiros de Transportes do Laboratório de Transportes e Logística da Universidade Federal de Santa Catarina (LabTrans/UFFS), Rodolfo Philippi, Victor Marques Caldeiras e Jorge Alcides Cruz.

O trânsito de Chapecó está sendo preparado para a próxima década com base no estudo técnico do fluxo de ir e vir das pessoas e dos cenários de micro simulação de tráfego construídos pelo LabTrans. As mudanças propostas visam mudar a vida de toda a população, atendendo a uma premissa básica do Plano Nacional de Mobilidade Urbana: criar vertentes e espaços de mobilidade saudáveis e sustentáveis. O objetivo é que as pessoas passem menos tempo no trânsito, caminhem e pedalem em novos espaços e tenham um transporte coletivo de melhor qualidade com uma tarifa módica.

O Prefeito explicou que todas as mudanças na mobilidade urbana de Chapecó de maior impacto na vida das pessoas serão amplamente discutidas em Audiências Públicas como as de ontem. Também é importante deixar claro que a execução de todas as propostas irá acontecer por etapas, para que a engenharia de tráfego e a Administração possam sentir o impacto, as adaptações e o desempenho das mudanças na vida dos usuários. “Todas as alterações estão interligadas e testes serão feitos nas fases de implantação”, explicou o engenheiro de trânsito do LabTrans, Victor Caldeiras.

Eixos do Binário

O Plano propôs a implantação de um anel viário, transformando em mão única duas vias marginais à Getúlio Vargas: as Avenidas Fernando Machado e a Nereu Ramos, interferindo nas ruas Lauro Muller e São Pedro. Após diagnóstico, o Estudo contatou que o Binário é uma alternativa potencial para otimizar o sistema, dar mais fluidez ao trânsito, diminuindo o tempo das pessoas nos veículos individuais e coletivos.

O sentido do tráfego apontado pelo Plano é a Nereu Ramos (Norte – Sul) e a Fernando Machado (Sul – Norte). “Com o binário, a melhoria das ondas verdes e a proibição das conversões à esquerda, a necessidade de arrancar e parar com frequência nessas marginais diminuirá consideravelmente”, complementou Caldeiras.

Novo Edital do Transporte Coletivo Urbano

O novo Edital do Transporte Coletivo Urbano está sendo elaborado considerando as demandas da comunidade ouvidas em audiências públicas e com a colaboração do Ministério Público, dos vereadores e integrantes de entidades que representam os usuários. O principal desafio do Município é equilibrar a qualidade da prestação do serviço com o preço. A modicidade da tarifa é tão importante quanto o conforto dos ônibus, a infraestrutura dos terminais, dos abrigos e a agilidade no deslocamento.

Tudo isso é para tornar o sistema mais atrativo e fazer com que as pessoas deixem o carro em casa e optem por utilizar o ônibus. “Sabemos que hoje existe precariedade no sistema e estamos trabalhando para mudar isso, de forma conjunta. Nosso foco é atender, prioritariamente, quem depende do ônibus com uma tarifa módica e com boa qualidade. Na audiência de ontem tivemos mais uma oportunidade de ouvir e esclarecer”, complementou o Procurador Geral do Município, Ricardo Cavalli.

Primeiras mudanças

O próximo passo é a elaboração dos projetos executivos que irá detalhar as ações e, posteriormente, as obras. Uma das primeiras alterações que a população irá sentir será a proibição das conversões à esquerda nas duas marginais, Avenidas Nereu Ramos e Fernando Machado. A próxima etapa será a implementação do binário, experimentalmente. “Nossa prioridade são as pessoas e estamos dando ampla transparência em todo o processo. A população pode ficar tranquila que as mudanças serão amplamente divulgadas, previamente, e acontecerão por etapas”, concluiu o Prefeito.