Background

Notícias

Homem é preso por maus-tratos de animais após denúncia no NAPA

Compartilhar

Um homem foi preso por maus tratos de animais no final da tarde de ontem, em Chapecó. De acordo com a coordenadora do Núcleo de Atenção aos Pequenos Animais (NAPA), Liandra Dall Orsoleta.

“Nós recebemos a denúncia e fomos conferir, constatando os maus-tratos. Solicitamos o apoio da Polícia Civil, da 3a DP, e conseguimos localizar a pessoa que era a tutora do animal. Ele foi detido e encaminhado para a delegacia e posteriormente para o presídio. É importante que as pessoas saibam que maus-tratos contra animais é crime e resulta em prisão”, disse Liandra.

No local da denúncia foi encontrado um cão muito magro e com bicheira. Além disso foram encontrados galos em gaiolas. Estes tinham água e comida, mas apresentavam sinais de ferimentos.

De acordo com a lei municipal 638 “considera-se maus tratos toda e qualquer ação praticada com animal que implique em sofrimento e morte desnecessária, abandono, crueldade, desleixo, ausência ou inadequação de água, alimentação ou abrigo, tortura, uso em excesso para trabalho, uso em trabalho quando doente, ferido ou maltratado, submissão a experiências pseudocientíficas, mutilação e tatuagens para fins estéticos, utilização de coleira de choque e enforcador pontiagudo, ausência de cuidados veterinários, forma inadequada e cruel de adestramento, corridas e rinhas de cães e outras práticas que possam causar sofrimento físico ou emocional, medo, estresse, angústia, patologias ou morte”.

A lei prevê muita de 80 a seis mil UFRMS. O valor da UFRM é R$ R$ 5,5660 . Denúncias podem ser feitas pelo APP Chapecó Digital.